Skip Navigation Links
HOME
QUEM SOMOS
VIDA DA PO
CONCÍLIO VATICANO II
GALERIA DE FOTOS
FALE CONOSCO
MEMÓRIASExpand <b>MEMÓRIAS</b>
LOCALIZAÇÃO
LINKS
 
Busca:
 
Imagem
  
VIDEOS [+] mais
  
Depoimentos
NORDESTE / NORTE
POSICIONAMENTO DA PASTORAL OPERÁRIA / RS

 POSICIONAMENTO DA PASTORAL OPERÁRIA 

                               " Nenhum Trabalhador,sem Direitos "
                                              ( Papa Francisco)
   
A Pastoral Operária do RS fiel ao Evangelho e ao seu compromisso com a classe trabalhadora urbana. Vem através desta expressar a nossa solidariedade aos funcionários públicos estatais.
   Nestes últimos dias estamos vivendo momentos de muita angustia, apreensão,, incertezas. Onde como trabalhadores e sociedade estamos preocupados com o que vem acontecendo no estado do Rio Grande do Sul.
   Não só uma categoria que está sendo atingida mas toda a sociedade gaúcha, que está tambem sendo refém da política neoliberal adotada pelo governo estadual. Repúdiamos as declarações ofensivas dita pelo lider do governo contra os servidores, bem a política intransigente e de sucateamento adotado pelo governo Sartori.
    Onde a política de cunho neoliberal tem priorizado o capital e não os trabalhadores, como o parcelamento do salário, sucateamento do Instituto de Previdência do estado ( IPE). Como o projeto Lei de privatização das escolas públicas estaduais e sucateamento dos serviços essenciais a população, de empresas estatais como CEEE, CORSAN, BANRISUL.
     Os trabalhadores e suas famílias não devem pagar a conta da atual crise em que o estado esta passando. Crise esta que não foi nós a classe trabalhadora que fizemos mas sim as grandes empresas. Empresas estas que ao longo dos anos receberam volumosos incentivos fiscais do estado e que tem sonegado impostos.
    Repudiamos a PLC 206 que significa o fim da valorização salarial do funcionalismo e da redução de investimento na área de saúde, infraestrutura, educação, segurança pública....Bem como nos direitos dos trabalhadores,mexendo nos seus planos de carreira.
    Como Pastoral Social a serviço da classe trabalhadora cobramos do governo o pagamento integral dos salários e o piso nacional como cumprimento da Constituição estadual; " O PAGAMENTO DA REMUNERAÇÃO MENSAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO ESTADO E DAS AUTARQUIAS SERÁ REALIZADO ATÉ O ÚLTIMO DIA ÚTIL DO MÊS DO TRABALHO PRESTADO" ( art.35). Reafirmamos que " todo o trabalhador é digno de seu salário' e "Mata o próximo quem lhe tira seus meios de vida, e derrama sangue quem priva o trabalhador de seu salário" ( Eclo 34,22).
   O discurso de que falta dinheiro é falso. O governador esta usando uma tática maldosa para aprovar o que deseja. Ele já poderia ter lançado mão do uso dos depósitos judiciais para não atrasar salários, mas quer usar e manipular a opinião pública para aplicar seu receituário de austeridade que traze rá desemprego, pobreza, miséria para a população.
   O problema do estado não se resolvera com cirurgias sem anestesia ,privatizando, atrasando salários, retirando direitos dos trabalhadores como quer a atual administração estadual.
    Mais uma vez reiteramos o nosso apoio e solidariedade como pastoral social comprometida com a classe trabalhadora diante das angústias,preocupações,ansiedades de nossos irmãos e de suas famílias.
    Convocamos a sociedade cívil e as igrejas cristãs para que sejam solidarias aos nossos irmão servidores públicos e suas familias.
     " Nenhuma família sem casa, nenhum trabalhador sem direitos"
                                                 ( Papa Francisco)
           Pelotas, 03 de Setembro de 2015. 
 
< Voltar para a página anterior
 
  Endereço: Rua Guarapuava, 317 
Bairro: Mooca - São Paulo - SP - CEP 03164-150
 email: pastoral.operaria.nacional@gmail.com  e contato@pastoraloperaria.org.br
Tel.: (11) 2695-0404/ Fax.: (11) 2618-1077