Skip Navigation Links
 
Busca:
 
Imagem
  
VIDEOS [+] mais
  
Depoimentos
BREVES
Reforma Trabalhista e as demissões voluntárias: desemprego.

 

Coincidência ou não, após a aprovação da reforma trabalhista no Senado, o Banco Bradesco anunciou na ultima quinta-feira (13) o seu Plano de Demissão Voluntária. Segundo o Jornal Folha de São Paulo, a Empresa tinha em quadro no primeiro trimestre desse ano, 106. 644 funcionários.

Também essa semana a Caixa Econômica Federal anunciou a reabertura do seu programa de demissão voluntária, para cortar 5.480 vagas de trabalho. Esse Plano vai até agosto. A Caixa já havia tido 5 mil adesões ao Plano aberto no inicio do ano.

No início do mês de julho (5) o Banco do Nordeste abriu Plano de Demissão Voluntária, que estende até o dia 28 de julho, com o objetivo de cortar até 2 mil trabalhadores.

A Eletrobrás também propôs o Pano de Demissão Voluntária a pelo menos 4.600 trabalhadores, no prazo até final de julho.

            Como será o retorno desses milhares de trabalhadores ao posto de trabalho? Ou como será a vida desses trabalhadores desempregados? Ou mesmo como será a aposentadoria dessa população? Como é possível aceitar que os bancos, que mais lucram em tempos de crise (apenas 4 bancos tiveram lucro de 14,9 bilhões no primeiro trimestre de 2017), não cumprem a sua responsabilidade social?

 
< Voltar para a página anterior
 
  Endereço: Rua Guarapuava, 317 
Bairro: Mooca - São Paulo - SP - CEP 03164-150
 email: po.nacional@ig.com.br e contato@pastoraloperaria.org.br
Tel.: (11) 2695-0404/ Fax.: (11) 2618-1077