Skip Navigation Links
HOME
QUEM SOMOS
VIDA DA PO
CONCÍLIO VATICANO II
GALERIA DE FOTOS
FALE CONOSCO
MEMÓRIASExpand <b>MEMÓRIAS</b>
LOCALIZAÇÃO
LINKS
 
Busca:
 
Imagem
  
VIDEOS [+] mais
  
Depoimentos
DESTAQUE
1º DE MAIO DE 2020

 “Quero trabalhar em paz, não é muito que lhe peço. 

Eu quero um trabalho honesto, em vez de escravidão”
(Renato Russo). 
 
Acesse AQUI a Cartilha 
 
http://www.pastoraloperaria.org.br/Data/Upload1/f5d174c21%c2%ba%20de%20MAIO%20de%202020%20-%20Pastoral%20Oper%c3%a1ria.pdf

Este 1º de maio de 2020, como todas outras comemorações deste período de quarentena pela contenção da pandemia da COVID-19, tem característica diferente dos demais. Talvez seja a primeira vez na história desde 1886, que essa data não terá manifestações nas ruas ou romarias. 
 
A memória do dia internacional das trabalhadoras e dos trabalhadores neste ano será em nossas casas, com nossas famílias e nas redes sociais para os que puderem acompanhar. E outros estarão nos postos de trabalho a serviço da vida. Deste modo, o subsídio que apresentamos tem uma característica de estudo, de reflexão, interação na família e nas redes sociais. 
 
A Colegiada Nacional da PO escolheu como tema A ESCRAVIDÃO DOS NOVOS TEMPOS: A PRECARIZAÇÃO DO TRABALHO. Esse tema traz a preocupação com os novos arranjos em torno do trabalho, sem direitos, sem remuneração digna, sem proteção. A pandemia da COVID-19 acentuou essa questão. Famílias trabalhadoras na informalidade,  sem direitos, que estão sobrevivendo graças à solidariedade de outras pessoas. Expôs a ferida aberta do capitalismo, da “modernização neoliberal” que aplicou reformas no campo do trabalho, que retira direitos da classe trabalhadora. 
 
Refletiremos sob o lema LIVRAI O EXPLORADO DA MÃO DO OPRESSOR (Jr 21, 12). Se a função das autoridades é defender a vida e o direito dos pobres, quando isso não acontece Deus age contra elas. Esperamos e acreditamos que o direito seja restabelecido e a justiça seja a medida.
 
     Todavia, isso é fruto também da luta, da organização, da solidariedade. Quando a classe dos patrões pede o fim do isolamento e o retorno ao trabalho em meio à pandemia, mesmo empresários de grande capital financeiro, significa que “eles/as sem nós não geram riquezas”. 
 
A força da produção está em nossas mãos, mentes e corações. Por isso, a organização, a formação e a solidariedade são tão importantes para que não deixemos o valor do trabalho ser substituído por uma nova escravidão: precarização. 
 
Por isso, preparamos um material com textos, orações, poesias, reflexões, que possam ajudar a construir pensamento crítico, empoderar consciência de classe, provocar novos estilos de vida, construir o “novo céu e nova terra” em mutirão. Desejamos que esse seja canal de reflexão para você que o acessa, que discute com outras pessoas, e que possa também nos enviar suas reflexões, percepção sobre o tema, experiência ou o que desejar. 
 
Boa reflexão e inspiração para nossa ação comum!
 
 
< Voltar para a página anterior
 
  Endereço: Rua Guarapuava, 317 
Bairro: Mooca - São Paulo - SP - CEP 03164-150
 email: pastoral.operaria.nacional@gmail.com  e contato@pastoraloperaria.org.br
Tel.: (11) 2695-0404/ Fax.: (11) 2618-1077